Betta Splendens

02/11/2018
Peixe betta

Betta Splendens

O peixinho vibrante de cauda majestosa

Se você já pensou em ter um animal de estimação, mas não possui muito tempo para cuidar de um, nem quer se preocupar em gastos para mantê-lo, o peixe Betta Splendens é a escolha perfeita.

Bonito e fácil de cuidar o peixinho de cores vibrantes e cauda majestosa vai conquistar o seu coração. Vem conhecer mais sobre o Betta Splendens.

Peixe betta

Origem

Originário de regiões alagadas da Ásia, como Tailândia, China, Vietnã, o Betta Splendens adaptou-se para viver em condições mínimas de sobrevivência para um peixe, em águas rasas, paradas e com pouco oxigênio, por isso a espécie precisou alterar a sua maneira de respirar. Além das brânquias que realizam trocas gasosas, comuns a todos os peixes, eles possuem uma estrutura que lhes permitem aspirar o ar da superfície e dissolvê-lo na corrente sanguínea.

Comportamento

Os machos possuem belíssimas nadadeiras, longas de cores variadas. Os Bettas são peixes lentos e quando sozinhos são bem calmos e tranquilos. Mas, vale ressaltar que podem se tornar bem briguentos na companhia de outro macho.

São extremamente inteligentes, sendo possível ensinar alguns truques como seguir a orientação do seu dedo em volta do aquário, passar por argola, empurra bolinhas.

Alimentação

Carnívoro, o Betta deve ser alimentado com rações em flocos, em grânulos de fácil digestão e alimentos vivos. Rações em “bolinhas” de baixa qualidade deve ser evitada, pois provoca constipação intestinal no peixe. Uma alimentação variada é sempre a melhor indicação.

Peixes betta no acasalamento

Reprodução

Ovíparo, o betta splendens atingem a  maturidade aos 6 meses. Os ovos ficam em ninhos na superfície da água. O macho irá construir ninhos de bolhas próximo a superfície onde irá cortejar a fêmea, ela por sua vez solta os ovos que caem no substrato, quando o macho irá fertilizar e coletar a maior parte colocando junto ao ninho de bolhas. O macho cuida da progênie durante uma a duas semanas.

Cuidados com o aquário

Por ser uma espécie que pode respirar o ar atmosférico, graças a órgãos chamado de labirinto, o Betta dispensa aparatos que outros peixes requerem para sobreviver em um aquário. Ele pode sobreviver em um aquário menor, apenas com água, cascalho e uma pequena planta. O aquário não deve ser muito profundo, pois a todo o momento o Betta precisa subir à superfície para respirar. Se não conseguir fazer isso o peixe morre. Alguns Bettas “suicidas” podem pular para fora do aquário, por isso prefira aquários com tampas de vidro ou evite enchê-los muito. A troca da água deve ser feita a cada 15 dias ou semanalmente.

Peixe betta dourado

Gostou? Na Animale Pet Shop você encontra o seu Betta Splendens.