• home
  • Blog
  • Aquarismo de água doce: como começar?

icone-calendario 11 de agosto de 2020

Aquarismo de água doce: como começar?

aquario fake

Chegou a vez de falarmos do aquarismo de água doce. Você sabe o que é? 

Quando falamos de aquarismo, talvez nem todo mundo se identifique de cara com o termo. Mas o fato é que a criação de peixes em espaços delimitados é uma coisa bem antiga.

Geralmente utilizados como decoração de uma casa, os aquários são ótimas opções para quem quer um enfeite “vivo” e principalmente ter a experiência de cuidar de peixinhos.

E quando as pessoas optam por esse hobby, o aquarismo de água doce é geralmente a primeira opção. Mas isso acontece por alguns motivos que vamos explicar.

Além de ser menos trabalhoso do que o aquarismo marinho, ele também pode ser menos custoso e exigir menor tempo de atenção dedicado.

Quer saber mais sobre os cuidados e como montar um aquário de água doce? Então continue a leitura deste artigo até o final!

O essencial para aquários de água doce

Ao montar um aquário de água doce, você precisa estar ciente dos elementos de composição do ambiente que vai criar para os peixes.

Não é porque o aquarismo de água doce é relativamente mais fácil que o marinho que você deve deixar de dar atenção e fazer tudo com cuidado. O jeito que tudo é feito no começo, determina até no tempo de manutenção do aquário, por exemplo. 

| Lei nosso artigo sobre aquarismo para iniciantes clicando aqui.

Falando sobre os equipamento essenciais podemos listar alguns: 

Filtro

Seja interno ou externo, o filtro tem extrema importância para manter a qualidade da água e consequentemente um ótimo ecossistema dentro do aquário. 

Cascalho

Geralmente, no aquarismo de água doce, são utilizadas pedras de rio lavadas, aplicadas diretamente no vidro do fundo do aquário. O cascalho ajudará na fixação das plantas dentro do ambiente. É muito importante que o cascalho seja escolhido de acordo com cada espécie e com o ph adequado para o ambiente. 

Termômetro

Você precisa de um termômetro para medir a temperatura da água, que varia de acordo com a escolha das espécies de peixe. Mas geralmente a água deve ficar em torno de 22 a 28 graus Celsius.

Termostato com aquecedor

Com esse equipamento você fica independente das variações climáticas e passa ter ajuda para a estabilidade da temperatura da água. Lembrando que peixes são sensíveis e precisam de um ambiente estável. A menor das mudanças pode prejudicar gravemente sua saúde. 

Lâmpadas fluorescentes

A importâncias dessas lâmpadas também é extrema, principalmente para a saúde das plantas naturais dentro do aquário. Quanto mais plantas, mais iluminação. Geralmente utiliza-se 1W para cada 2 litros de água. É importante deixar as lâmpadas ligadas por 8 a 12 horas por dia. 

Sifão

Pouco utilizado, mas muito importante, o sifão é essencial para a limpeza do aquário tanto no aquarismo de água doce como no marinho.

Ele é basicamente uma mangueira com um tubo de maior diâmetro na ponta que serve para remover impurezas do fundo do aquário, no meio dos cascalhos. 

Testes

Existem testes indispensáveis para saúde do aquário. Os testes de ph, amônia e nitrito, por exemplo, são alguns desses que você precisa realizar para monitorar os parâmetros e saber se os mesmos estão adequados para os animais;

Os peixes para o aquarismo de água doce

Em primeiro lugar temos que falar da palavra compatibilidade. Tanto as espécies de peixes devem ser compatíveis entre si, como também com o ambiente. Mas não é só isso, a compatibilidade de quantidade também deve ser levada em consideração. Não adianta encher de peixes um aquário pequeno.

Depois de popularizar seu aquário, é importante saber que eles precisam ser alimentados de 2 a 3 vezes por dia. Mas tudo sem exageros para não poluir o aquário mais rapidamente.

Também se atente para a manutenção periódica do aquário, para que os peixes vivam em um ecossistema saudável. Vale lembrar que essa é a nova casa deles. 

Fizemos uma lista dos peixes que podem figurar dentro do seu aquário: 

  • Tetra Neon Innesi;
  • Molinesia;
  • Tetra-neon;
  • Neon Chinês;
  • Guppy.

Essas espécies possuem boa adaptação a esse tipo de ambiente e podem tornar as coisas mais fáceis para você, que está começando no aquarismo de água doce. Mas fique tranquilo pois em lojas especializadas em Fortaleza é possível encontrar facilmente informações sobre cada espécie e a convivência entre elas.

TPA (Troca parcial de água) no aquarismo de água doce

A troca parcial da água é muito importante para a manutenção do sistema do seu aquário. Pois com ela, você irá tirar o produto final do ciclo do nitrogênio (nitrato), que normalmente não é muito nocivo aos animais, mas quando elevado pode ser prejudicial aos peixinhos.

A periodicidade que você irá fazer essa troca depende muito da relação “volume do aquário x quantidade de peixes x capacidade do filtro”.

Se, por exemplo, seu aquário tem capacidade para 50 litros (volume), o filtro utilizado é ideal para 25 litros (capacidade do filtro) e no aquário há uma quantidade de peixes ideal para um ambiente de 100 litros (quantidade de peixes), sua água deverá ser trocada a cada 10 dias.

Mas se, ao contrário disso, seu aquário possui volume de 50 litros, um filtro com capacidade para 100 litros e uma quantidade de peixes ideal para 25 litros, a TPA pode ser realizada em uma periodicidade mais espaçada, sendo a cada 30 dias.

Lembre-se da importância de ficar atento ao período correto, para evitar que a água fique muito suja e prejudique a saúde dos animais e dos outros seres vivos do ambiente. 

Qualquer dúvida que você tiver, consulte a Animale. Estamos disponíveis para ajudar você e auxiliar nesse universo de aquarismo de água doce! 


Posts Relacionados

vida-de-princesa-e-vida-de-principe


3 de fevereiro de 2014 Ver mais >
alimentacao-do-seu-pet


4 de fevereiro de 2014 Ver mais >
ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail