fbpx

Exposição de filhotes em pet shops: afinal, pode ou não pode?

05/04/2021

Se você acompanha de perto o mundo pet, sabe que esse universo é cheio de polêmicas. Uma das mais recorrentes é: pode ou não pode expor pets em pet shops? Essa discussão ganha força devido à preocupação com o bem-estar dos bichinhos, principalmente os filhotes que ficam expostos ao público. 

No entanto, essa polêmica ganha novos tons quando o assunto é legalidade. Há uma parte dos veículos de comunicação que costuma dizer que manter os filhotes expostos é contra a lei, e isso, naturalmente, causa revolta nos protetores dos animais. Mas essa afirmação está correta? 

Afinal, de acordo com a legislação, a venda e exposição de filhotes é proibida? É o que vamos explicar para você neste artigo. Confira as informações abaixo e saiba de vez sobre esse assunto!

Regulamentação da exposição dos pets

A exposição de pets em vitrines de pet shops NÃO é proibida por lei e tem uma regulamentação bem rígida em relação à prática, sempre visando o bem-estar dos animais. Desde de janeiro de 2015 que as normas estão bem mais rígidas, para a alegria de todos, inclusive dos filhotes.

Essa regulamentação é feita junto ao Conselho Federal de Medicina Veterinária, que acompanha de perto toda a causa. Entre os itens da resolução, podemos citar resumidamente alguns itens: 

  • O contato físico dos pets com o público deve ser mínimo ou nenhum. Assim é possível evitar que as pessoas passem alguma doença aos filhotes (que ainda não estão totalmente protegidos por vacinas).
  • O espaço e o ambiente em que o pet fica exposto devem ser confortáveis. O animal deve poder se movimentar e estar em local higienizado com temperatura e iluminação adequados. Além disso, segurança e pouco barulho também são aspectos importantes para evitar um ambiente estressante ao pet.
  • É obrigatório que todos os pet shops tenham veterinários capazes de cuidar dos animais. Todas as regulamentações serão fiscalizadas pelos Conselhos Regionais, para garantir que todas as condições determinadas por lei estejam sendo cumpridas. 
  • Para o momento da compra do filhote, o comprador tem que receber a carteira de vacinação em dias e o pet deve estar devidamente vermifugado. 

É importante ressaltar que alguns procedimentos cirúrgicos são terminantemente proibidos no Brasil. Entre eles estão corte do rabinho, retirada de cordas vocais ou levantamento de orelhas, por exemplo. 

Conclusão

Tendo em vista todas essas preocupações, nós, da Animale, fazemos questão de cumprir tudo que é solicitado pelos Conselhos de Veterinária, tanto para seguir os procedimentos legais, quanto para conseguirmos dar a melhor estadia aos filhotes em nossas lojas. 

Tratar bem a esses animaizinhos é uma das nossas missões. Fazê-los sentir-se em casa até encontrarem um novo lar. 

Gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário e compartilhe em suas redes sociais. Para qualquer dúvida sobre o assunto, use nossos canais oficiais e teremos prazer em ajudar. Fique ligado em nosso blog, toda semana temos material novo por aqui exclusivo para você! 

%d blogueiros gostam disto: