fbpx

Montando o seu primeiro aquário: 5 dicas para iniciar

22/04/2021

Você é do tipo que sempre quis ter um aquário, mas sempre achou que fosse muito difícil e por isso nunca tentou?  Por algum motivo se criou uma crença de que ter um aquário exige muito esforço na sua montagem e manutenção. 

Não é bem assim e o que essas pessoas não sabem é que, atualmente, temos acesso a aquários e equipamentos cada vez mais modernos, além de novos produtos para fazer o tratamento da água. Isso facilitou muito a vida dos fãs de aquarismo.

Por isso, hoje nós estamos aqui para derrubar este mito sobre os aquários e oferecer cinco preciosas dicas para iniciantes no aquarismo. Vem com a gente!

Como iniciar no aquarismo?

Antes de tudo, se você está pensando em iniciar no aquarismo saiba que esta é uma grande responsabilidade, afinal, agora a vida desses peixes está nas suas mãos. Por isso, tenha certeza de que pode seguir as recomendações abaixo antes de comprar seu primeiro aquário. Veja só.

Dica 1: Escolha o peixe primeiro, e o aquário depois

Existem diversos modelos de aquário e cada um deles irá se adequar melhor a um tipo de peixe. Por isso, o ideal é primeiro escolher a espécie que você mais gosta e só então ver qual o habitat ideal para ela.

E cuidado para não cair no mito de que basta ter um aquário grande para que seu peixe cresça mais. Em geral, as espécies têm um tamanho de crescimento natural, mas o que não pode ser feito é colocar um peixe maior em um espaço pequeno, pois isso pode causar atrofiamento e até levá-lo à morte. 

Também evite ter peixes de diferentes portes (tamanhos) no mesmo aquário. Aqueles que são maiores podem acabar devorando os pequenos.

Dica 2: Saiba como fazer a montagem

Começando com a base do seu aquário, coloque areia ou substrato no fundo. Isso ajuda na filtragem, na regulação da temperatura e também serve como apoio para os acessórios decorativos.

Os substratos variam de acordo com o ecossistema que você desejar fazer dentro do seu aquário, lembrando que isso é determinado de acordo com a espécie de peixe que foi escolhida por você.

Para completar o ambiente invista em pedras, plantas, troncos e outros elementos que simulam o habitat natural dos peixes, só não exagere para que eles tenham bastante espaço para circular. Opte sempre por objetos próprios para aquários, assim não há interferência na química criada ali dentro.

Dica 3: Instale termostatos, filtros e luminárias

Para garantir a manutenção do ambiente criado por você dentro do aquário é preciso se atentar a três importantes fatores: a temperatura, a qualidade da água e a iluminação. 

Para este primeiro podemos usar dois aparelhos: um aquecedor com termostato, que aquece a água e a mantém em uma temperatura constante; ou um resfriador com termostato, que resfria o ambiente. Os dois podem ser usados de acordo com o clima ideal para cada espécie de peixe.

O filtro é utilizado para fazer a filtragem mecânica, química e biológica e deve circular cinco vezes o volume de água do aquário. Além disso, não esqueça que seus peixes precisam de uma iluminação adequada, então use lâmpadas de LED, que não esquentam demais. Também escolha horários fixos para ligá-las e desligá-las, assim os seus peixes vão reconhecer quando é dia ou noite.

Dica 4: Alimentação adequada para os peixes

Um problema dos iniciantes do aquarismo e que você quer evitar é oferecer comida demais. Por isso, tente esse método: coloque ração o suficiente para que seus peixes comam em cinco segundos, repita esse processo até perceber que eles estão comendo menos, a partir daí não ponha mais.

Não tenha medo de variar a ração dos peixes, lembre-se que na natureza eles comem de tudo, por isso vão gostar de ter alimentos diferentes. Busque oferecer comidas vivas uma vez por semana para complementar a dieta, boas opções para isso são artêmias ou enquitréias.

Procure sempre comprar rações de boa qualidade e as deixe armazenadas em locais adequados, longe da luz do sol. Também crie o hábito de alimentar os peixes em horários definidos, de duas a três vezes por dia já é o suficiente.

Dica 5: Manutenção do aquário

Primeiro de tudo, tenha atenção especial com a água: antes de colocá-la no aquário você deve utilizar produtos anti-cloro nela, pois essa substância é prejudicial à saúde dos peixes. E também nunca lave o seu aquário! Isso acaba com todo o seu trabalho de criar um ambiente para os seus pets.

Para fazer uma boa limpeza basta trocar apenas de 30% a 40% a água, repondo com outra que esteja nas mesmas condições de pH e temperatura que a do seu habitat. Esse procedimento deve ser feito semanalmente para aquários pequenos e quinzenalmente para os grandes.

E na hora de colocar os peixes no seu aquário, nunca ponha de uma vez, experimente deixar o seu saquinho dentro da água por 15 minutos. Fazendo isso você faz com que o pet se acostume com a temperatura e facilite o processo de adaptação.

Depois de todas essas dicas você ainda está na dúvida sobre adquirir o seu próprio aquário? Pois saiba que além de tudo, o aquarismo tem diversas vantagens, como ser perfeito para quem tem pouco espaço e também uma maneira de combater o estresse.

Para saber mais sobre isso, confira outro texto do nosso blog: “Aquarioterapia: benefícios dessa atividade em períodos de pandemia e lockdown”.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe com todos os seus amigos que gostam de aquarismo! Aqui na Animale Petshop nós te ajudamos a escolher os aquários e peixes ideais. 

%d blogueiros gostam disto: