Os felinos muitas vezes podem estranhar a mudança para um novo ambiente, seja por estar mudando ou então chegando pela primeira vez em um novo lar. Por isso, trabalhar a adaptação de gatos é importante para que isso aconteça de um jeito natural. 

Gato filhote virando a cabeça

Algumas dicas podem ser valiosas para fazer essa transição da melhor maneira possível e não estressar o seu bichinho de estimação. Continue a leitura para conferir quais são.

1. Traga objeto familiares

Gatos são extremamente olfativos, por isso ao chegar em um ambiente totalmente novo haverá muito estranhamento por parte dele, que nunca tinha sentido o cheiro de nada daquilo antes. 

Dessa maneira, trazer objetos da casa ou espaço antigo irá fazer com que ele se sinta mais confortável, já que existe algo familiar para se apagar. Manter objetos como a caminha, comedouro, bebedouro e acessórios favoritos irá ajudar na adaptação. 

2. Comece por um cômodo menos movimentado

Por mais ansioso que você esteja para mostrar a casa nova ao seu pet, é importante que ele tenha tempo para se adaptar à sua própria maneira. Separe um cômodo que tenha pouca movimentação de pessoas para soltar o gatinho pela primeira vez.

Um lugar mais escuro, com móveis ou outros objetos que ele conheça vai ajudá-lo a ir se familiarizando com o ambiente estranho. A partir daí, ele pode espalhar o seu cheiro pelo ambiente e partir para outros cômodos da casa.

3. Gatifique o novo lar

Investir em enriquecimento ambiental é uma das melhores dicas quando se fala em adaptação de gatos. Esse método inclui colocar arranhadores, brinquedos, nichos e prateleiras para gatos no novo lar.

Esses objetos ajudam o pet a aceitar melhor o ambiente, estimulando ele a explorá-lo ao ativar seu instinto de caçador. 

4. Evite o acesso à rua

Gatos são animais sensíveis e tendem a não se adaptar rapidamente a lugares desconhecidos. Nessas ocasiões o seu instinto fala mais alto e ele pode tentar voltar ao lugar conhecido.

Para evitar esse tipo de fuga o ideal é deixar o pet fechado dentro de casa nos primeiros dias para evitar fugas e trabalhar o seu processo de adaptação. Isso vale tanto para mudanças de casa quanto para pets sendo adotados pela primeira vez.

5. Considere o uso de feromônios

Como já dissemos antes, os felinos são animais olfativos e por isso os cheiros vão ser uma parte essencial no processo de adaptação de gatos. Quando os pets se esfregam nos donos ou em objetos da casa estão soltando feromônios e marcando o seu território. 

Ao chegar em um ambiente novo, esse cheiro não existe, o que irá deixá-lo desconfortável. Para isso, você pode tentar espalhar feromônios artificiais pela casa para torná-la menos estranha para o bichano.

Gostou das nossas dicas? Visite a Animale Petshop e encontre os itens que você precisa para fazer uma boa adaptação de gatos na sua casa. 

Você já reparou como alguns gatos são mais sociáveis, ou mais tímidos, e até irritados? Isso acontece porque os bichinhos possuem personalidades distintas, sendo cinco ao todo para ser mais preciso. 

Gatos filhotes enrolados em toalha

Isso é o que descobriu uma pesquisadora australiana após fazer um estudo com diversos gatos e chegar a cinco tipos abrangentes e que podem se mesclar entre si: extroversão, dominância, impulsividade, agradabilidade e neuroticismo. 

Quer descobrir em qual personalidade o seu gatinho mais se encaixa? Confira sobre cada uma no texto abaixo:

Neuroticismo

Podemos considerar como neuróticos os gatos que apresentam comportamentos de ansiedade, instabilidade emocional, timidez e medo. Por exemplo, se o seu pet corre para debaixo da cama quando a campainha toca ou demonstra muita insegurança com mudanças no ambiente, então é provável que ele tenha traços de neuroticismo.

Para manter um gatinho que tenha essa personalidade mais feliz procure aumentar o número de lugares em que ele possa se esconder e ficar em paz, como casinhas, tocas ou outros ambientes tranquilos.

Dominância

Identificar um gato dominante é simples, basta ver se ele se esforça para proteger seu território, demonstrando ser possessivo com brinquedos, espaços e até com os donos. 

Frequentemente esse pet é hostil com outros gatos e animais que compartilhem o mesmo ambiente, então fique atento na hora de trazer pets desconhecidos para casa, ele pode ficar bem bravo!

Impulsividade

Não é difícil perceber se o seu pet possui essa personalidade. Ele tem reações diferentes a uma mesma situação? Dá saltos do nada? Tem um excesso de energia? Então é isso, temos um gatinho impulsivo aqui.

Nesse caso os donos precisam ter uma atenção redobrada para observar se algum fator externo tem deixado o bichano muito agitado. Procure brincar com ele e deixar espaços disponíveis para que o pet tenha como gastar a sua energia.

Extroversão

Gatinhos extrovertidos são aqueles que estão sempre explorando cada canto da casa, miando para os gatos da rua ou insistindo em dar uma escapulida pelo bairro sempre que você desvia a atenção.

Pets com essa personalidade precisam ser estimulados pelos donos para não se sentirem entediados. Procure espalhar brinquedos pela casa e até mesmo investir em comedouros em que ele possa caçar a própria comida.

Agradabilidade

Essa é uma das personalidade mais fáceis de identificar, basta notar se o seu gatinho é do tipo que chamamos de “dado”. Ou seja, ele se enturma com facilidade com outras pessoas e outros pets e gosta de receber carinho sempre que possível. 

Se o bichano é o contrário disso, muito arisco e distante, vale a pena uma ida ao veterinário para conferir se isso não é o resultado de um problema de saúde ou de um trauma.

Conseguiu identificar o seu gatinho? Lembrando que os bichanos podem combinar muitos desses traços, não se limitando a uma personalidade só!

Continue acompanhando o blog da Animale, em breve retornaremos com mais conteúdo pet pra você. 

Aqui no nosso blog, já criamos um artigo focado em vacinas para cachorros. Se você ainda não viu, clique aqui e confira. E agora vamos falar sobre vacinas para gatos! O seu amiguinho super independente também precisa de cuidados preventivos! 

Gato triste deitado

Vale lembrar que todo animal de estimação está suscetível a bactérias e doenças virais. Por conta disso, é muito importante que o organismo do seu gato esteja pronto para se defender. As vacinas exercem essa função e devem ser levadas a sério pelos tutores de felinos.

O calendário de vacinação dos gatos é bem específico, por isso desde já recomendamos uma consulta ao veterinário para ajustar essas datas em um plano ideal para o seu pet. Agora sem mais enrolação, vamos conferir a lista que separamos para você. 

Principais vacinas para gatos

As principais vacinas para gatos são as polivalentes e a antirrábica. A primeira se divide em três tipos distintos: tríplice (V3), quádrupla (V4) e quíntupla (V5). As diferenças entre as vacinas polivalentes estão na quantidade de antídotos presentes em cada uma e também na relação das doenças que combatem. 

  1. Tríplice – Protege o gato da Calicivirose, Rinotraqueíte e da Panleucopenia. 
  2. Quádrupla – Inclui proteção contra a Clamidiose, além das já cobertas pela V3. 
  3. Quíntupla – Inclui todas as anteriores, além de defesa contra a leucemia. 

Por mais que pareça tentador vacinar seu gatinho com a quíntupla, por ela oferecer uma proteção completa, essa vacina só é recomendada para gatos que possuem predisposição à leucemia.

Já no caso da outra vacina, a antirrábica, ele serve de proteção ao seu felino contra o vírus da raiva, que pode ser transmitido por uma variedade de mamíferos, como macacos e morcegos. Essa é inclusive uma das doenças mais faladas no mundo pet. 

Quando vacinar o gato

Os pets devem tomar sua primeira vacina entre seis e oito semanas de vida, esse é o período mais indicado por médicos veterinários. Essa idade é indicada, porque a partir daí o gato está mais maduro e pode desenvolver anticorpos de maneira mais eficaz.

Outro ponto importante sobre esse prazo de vacinação é que os gatos até os 6 meses possuem anticorpos adquiridos da placenta da mãe, e esses anticorpos podem anular o efeito dos agentes vacinais. 

Mas e se for adulto? 

Esse é um ponto importante, visto que não são apenas os filhotes que devem ser vacinados. Depois de adultos, os gatos que já tomaram vacinas antes devem repetir algumas aplicações. É sempre bom que o processo seja acompanhado por veterinários.

No entanto, se o gato nunca tiver sido vacinado, é indicada a opinião de um veterinário para saber se o felino está pronto para ser imunizado. Por seu sistema imunológico já estar formado, ele precisará apenas de uma dose de cada vacina obrigatória.

Lembre-se que a vacinação é uma forma de demonstrar amor ao seu pet, pois ele estará muito mais protegido e seguro para viver bem a partir das vacinações. Sempre que possível faça o acompanhamento médico com o gato para saber sobre seu estado de saúde.

A Animale Petshop dispõe de médicos veterinários experientes e extremamente competentes para auxiliar você. Entre em contato com a gente e deixe a saúde do seu pet por nossa conta.

Até a próxima!

A gente sempre traz muita informação do mundo pet aqui para você, mas essa nós temos certeza que é nova. Você sabia que cães e gatos pretos sofrem preconceito na hora da adoção? 

É isso mesmo. Apesar de não haver um motivo lógico, esse animais são os que mais sofrem rejeição. Já é bastante complicado achar uma família boa para cuidar de um pet e com esse problema, a dificuldade aumenta. 

Se acordo com uma pesquisa realizada pela American Society for the Prevention of Cruelty to Animals (ASPCA), existem dois motivos principais para essa taxa de rejeição: A Síndrome do Grande Cachorro Preto e as superstições ligadas ao gato preto.

Então aproveitando que novembro é o mês que se festeja o Dia da Consciência Negra, adaptamos um pouco o tema para desmistificar esse assunto. Mas para entender tudo, você tem que ler o artigo completo, hein? 

Vamos lá?

Síndrome do Grande Cachorro Preto (SGCP)

cachorro preto

O maior preconceito com os cães pretos tem a ver diretamente com essa síndrome SGCP. No imaginário popular, todos os cachorros grandes pretos são agressivos e ameaçadores. Mas sabemos que isso é mentira. 

Vira-lata ou não, os cachorros quando bem treinados não apresentam agressividade e independente de sua cor ou tamanho, podem se tornar excelentes companheiros. No entanto vale ressaltar que nem todo mundo pensa dessa forma.

Claro que há pessoas que até preferem cãe e gatos pretos, por estética mesmo. Mas esse preconceito acaba aumentando as estatísticas de rejeição para com os animaizinhos. O que importa saber é que a agressividade não está na raça, na cor ou no porte e sim nas vivências do animal.

Gato preto x Superstição

gato preto filhote

É comum as pessoas associarem o gato preto ao misticismo e às superstições. No entanto isso deve ser desmistificado. Gato preto NÃO TRAZ AZAR!!! Se engana quem acha que esse tipo de preconceito é novo. 

Desde a Idade Média, os bichanos pretos vêm sendo desprezados por boa parte das pessoas. Além do azar, muita gente associa eles à sexta-feira 13, e ainda permeia o pensamento de que eles eram parceiros das bruxas. Pensamento inclusive reforçado por produções de TV e Cinema como “Sabrina, Aprendiz de Feiticeira.”

Cães e gatos pretos precisam de carinho

Não é questão de ser mais carente que os outros animais de outras cores. Mas como eles são constantemente desprezados, os cães e gatos pretos precisam de carinho e atenção tanto quanto outros bichos. 

Ao adotar esses animais você não pode demonstrar esse tipo de preconceito, pois eles sentem. Se bem cuidados, dependendo da raça, os cães e gatos pretos podem até ser bem quietos, sem precisar de interação o tempo todo.

E vamos combinar que esse preconceito com cor é uma coisa errada e ultrapassada, né? E para ajudar a acabar com essa imagem errada, criamos uma galeria de imagens com cães e gatos pretos super fofos para você se encantar. 

Confira as imagens abaixo. Ah, e se gostou do nosso artigo, compartilhe com os amigos. Toda semana temos material novo para você.

O que temos para falar do Gato Persa além de que são ma-ra-vi-lho-sos?!! Tá, é fácil se exaltar um pouco ao falar dessa raça de bichano que tem muitas peculiaridades. Por exemplo, o aspecto físico é bem diferenciado e a sua personalidade elegante é inconfundível.

Mas vamos ao que interessa. Porque neste artigo separamos as principais características do Gato Persa e também alguns cuidados que você tem que ter com eles. 

O Gato Persa tem história!

Você sabia que esses bichanos já foram considerados sagrados há muito tempo? Sim, isso acontecia lá no Antigo Egito. 

Apesar disso, sua origem é um tanto nebulosa e há diferentes histórias sobre como se popularizaram. Mas uma que é bastante aceita é de que o italiano Pietro della Valle importou o gato da Pérsia (atualmente Irã) no século XVI e o adicionou ao programa de procriação em cativeiro.

Há quem diga que o Gato Persa era conhecido em sua região de origem como “gato do deserto” e possuía uma pelagem lanosa para protegê-lo do ambiente e vivesse sem dificuldades nas areias do deserto.

Cerca de 300 anos depois da importação pelo italiano, um homem chamado Nicolas Pereisc adquiriu alguns gatos vindos da Turquia. O país é o berço da raça Angorá Turco, que também possuía pelos longos. Então após cruzá-los com alguns gatos da Itália, surgiram os primeiros Persas Modernos, como os conhecemos hoje.

A popularização da raça, no entanto, veio no século XIX, quando a Rainha Vitória, do Reino Unido, se apaixonou por esses bichanos magníficos. Já próximo aos anos 1900, eles foram introduzidos no Estados Unidos e começaram a conquistar o coração de todos.

Personalidade da raça

Nada difícil de lidar, o Gato Persa é geralmente bastante calma e inteligente, o que agrada muita gente. Adoram crianças, se adaptam muito fácil ao novo lar e sentem-se confortáveis na família. Mas mesmo assim, os Persas não costumam brincar ou interagir tanto. 

Diferentemente de alguns gatos, o Persa prefere a segurança do chão a estar saltando pela casa. Dificilmente vocês verão muitas acrobacias vindas desses carinhas. Eles são bastante afetuosos, mas nada de grude. Equilíbrio é tudo.

Vez ou outra até gostam muito da solidão de uma janela ensolarada, por exemplo.  No que será que eles ficam pensando hein? 

Características Físicas dos Gatos Persas

Acho que podemos dizer que os Gatos Persas são inconfundíveis. Sempre elegantes com seus pelos longos, soltos e sedosos, que são sua marca registrada, podem ser encontrados em mais de cem cores diferentes. 

Isso que é variedade! Mas apesar desse mix de cores, as mais comuns são as chamadas de sólidas: prata com dourado, degradê, malhada e multicolor.

Curiosidade: Existem alguns gatos bem famosos dessa raça, inclusive estrelas de cinema, como no caso do Garfield e Snowball, de Stuart Little.

É extremamente importante cuidar do Gato Persa diariamente por meio da escovação dos seus pelos, para evitar seborreia oleosa e outras infecções. Então, se você quer ser dono de um gatinho desses, use sempre escovas adequadas e tenha toda a atenção necessária.

E isso nos leva ao próximo ponto importante! 

Checklist de cuidados com o Gato Persa

Bem, estamos chegando ao fim do nosso artigo. Mas antes disso, que tal fazer uma lista dos principais cuidados específicos com o Gato Persa que você terá ao escolher esse companheiro? 

Vamos lá! 

  • Higienização dos pelos e escovação diária;
  • Higienização das unhas para evitar que ele se machuque e tenha infecções;
  • Utilização de escovas com cerdas macias para escovar o pelo;
  • Banhos desde cedo, os gatos precisam se acostumar o quanto antes;
  • Problemas relacionados a braquicefalia são possíveis. Então fique de olho;
  • É uma raça com risco de problemas de visão, respiração e odontológicos. Então vá ao veterinário com frequência;
  • PEles não são fãs de exercício! Por isso é necessário controlar seu peso e alimentação.

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais. Siga a Animale no Instagram e fique ligado nos nossos outros conteúdos. 

gato persa vermelho

Não é necessário ser especialista em raças de felinos para reconhecer a graciosidade da encantadora raça persa. Carinhosos e extremamente fofos o gato persa conquista fãs pelas suas características físicas e comportamento carinhoso. Quer saber mais sobre a raça? Nós da Animale Pet Shop vamos contar para você.

Para quem é apaixonado por esses peludos ou quer conhecer mais da raça preparamos um top 07 com curiosidade que você deveria saber sobre o Gato Persa. 

#Curiosidade01

A principal característica dessa raça, é sem dúvidas, sua face plana e arredondada, o que lhe dá uma carinha achatadinha e muito fofa. Mas, outras características físicas contribuem para tornar a raça ainda mais inconfundível e charmosa. Seus olhos arredondados e vivos é um exemplo disso, sendo um dos seus traços que traduzem sua personalidade meiga e tranquila.

#Curiosidade02

Você não pode reconhecer a o gato apenas pela sua  pelagem e nem confundir a raça pela variação da mesma. Saiba que a pelagem do gato persa tem sete padrões diferentes;  sólida, prateada/dourada, degradê, malhada, multicolor e himalaio (resultado do cruzamento entre persa e siamês. Qual a sua cor preferida? Difícil é eleger a cor mais charmosa!

#Curiosidade03

Essa raça é a preferência por quem mora em espaço pequenos como apartamentos, uma vez que, a raça possui um comportamento calmo e tranquilo. Meigo, carinhoso e apegado ao seu tutor o a raça é a escolha para quem prefere um pet que curte a tranquilidade, eles são ou não apaixonantes? Fofura e carinho para dar aos seus tutores não lhes faltam.

#Curiosidade04

Nariz achatadinho ou arrebitadinho? O gato persa possui o padrão  do focinho achatado, denominado flat face, mas alguns gatos persas possuem focinhos um pouco mais alongados, denominados doll face, dando a aparência de focinho arrebitadinho.

#Curiosidade05

Ter um gato persa não é só fofura e receber carinho desses felinos, a raça exige cuidados específicos, pois o  pelo, por exemplo, deve ser escovado com frequência para que continue sempre macio, sedoso e saudável. Uma vez que, o ideal é escovar o pelo do gato persa diariamente, principalmente em áreas mais cheias de nós, como o tórax, o abdômen, atrás das orelhas e na parte interior das patas.

#Curiosidade06

Os seus olhinhos meigos e arredondados necessitam de cuidados diários. E é sempre recomendado é que a higiene ocorra duas vezes por dia. Isso porque, as lágrimas, com uma substância marrom costumam escorrer e manchar o pelo da face. Os cuidados diários com a limpeza permitirão que a proliferação de fungos não ocorra e que a pelagem próximo aos do seu persa não fique com o aspecto de sujeira.

#Curiosidade07

Uma alimentação saudável permitirá uma vida longa e saudável para o seu gato persa. Ainda vale ressaltar que o persa pode ter uma expectativa de vida de até 15 anos. Por isso, atenção para a alimentação do seu felino. Quando filhote o seu gato persa precisa comer até quatro vezes ao dia, já quando adulto a refeição pode ser reduzida para duas vezes. Lembre de dar a ração ideal para a raça, além de formuladas ela possui as necessidades ideias de formato para que o seu pet consiga aprender a mastigar.

Gostou? Gato Persa em Fortaleza, é aqui na Animale Petshop! 

Gentis e muito carinhosos os gatos persas são muito tranquilos. É aquela raça de felino que conquista pela beleza e pela calma que transmitem. Já pensou em criar um gato persa, mas tem dúvidas de quais são os cuidados que um filhote de persa precisa? Nós da Animale Pet Shop vamos contar para você os principais cuidados que você deve ter para cuidar de um filhote de gato persa.

Os gatos persas são pets extremamente expressivos e sensíveis, eles se comunicam com seus tutores através de miados e olhares. Sua beleza encanta pela quantidade de pelagem, o que requer bastante atenção e cuidado.
Confira algumas curiosidades e cuidados para criar o seu filhote persa:

  • Um dos primeiros cuidados que você deverá ter com o seu filhote de persa é procurar orientação de um veterinário que vai tratar de todos os cuidados para manter a saúde do seu filhote assim como as primeiras vacinas necessárias que o filhote persa vai precisar.
  • A pelagem é um dos aspectos mais importantes para quem cria um gato persa. Com pelo longo, sedoso e abundante com cauda emplumada e densa o gato persa desenvolve muitos nós na pelagem. Você deverá ter cuidado específico com a escovação que deverá ser diária de forma suave com uma escova apropriada.
  • Apesar de ter uma pelagem linda a tosa deve ser periódica para manter um tamanho certo do pelo. Esse cuidado permitirá que as infecções sejam evitadas por falta de limpeza.
  • Os banhos devem ser frequentes, pois são grandes auxiliadores para manter os pelos limpos e sem emaranhados.
  • Gatos persas são braquicefálicos, o que significa que suas câmaras nasais e seus narizes são achatados. O que predispõe aos gatos persas o aparecimento de espirros e irritações nasais. A melhor forma de ajudar o seu filhote de gato persa e combater infecções respiratórias é manter o nariz do gato persa sempre limpo
  • Para manter o pelo bonito e saudável o gato persa deve ter uma alimentação baseada em ração apropriada para a sua raça.
  • O gato persa não exigir mais gosta muito de carinho, por isso dê muito amor e afeto diariamente ao seu filhote persa.

Gostou? Encontre a sua Persa aqui na Animale Pet Shop!

O gato persa é calmos, atenciosos e afetuosos. Uma ótima companhia para todos. Não importa se sua família tem crianças, idosos ou se você apenas busca uma companhia. Saiba cinco coisas sobre o Gato Persa e se apaixone!

#1: Doll Face ou Rostinho de Boneca

O Persa é reconhecido facilmente por seu rosto de boneca. Ele é caracterizado pelo formato redondo de seu rosto, com bochechas fofas e um nariz empinado.

Não se engane com essa cara séria! Eles são super atenciosos e vão amar receber seus carinhos.

#2: Existem dois tipos de Gato Persa

O Padrão comum da raça tem o focinho achatado: Flat face. Mas existe os de focinhos alongados: Doll face.

#3: São famosos!

Você com certeza lembra do Snowbell, o gatinho dos filmes Stuart Little. Pois é! Ele é um Persa branco e muito lindo.

Ou do Bichento, o gato da Hermione, da série Harry Potter. Eles são muito famosos por seu temperamento calmo, por serem companheiros e muito carinhosos.

#4: Precisam de cuidados especiais com os olhos

Perceba que por ter o rosto achatado, os globos oculares desses felinos ficam mais expostos e isso pode gerar certos problemas como constipação. Lave os olhos de seu Gato Persa com soro fisiológico sempre que puder.

#5: Precisam de cuidados especiais com os pelos

Sua pelagem comprida e cheia exige certos cuidados. A escovação deve ser diária, para evitar nós que podem machucar a pele de seu amigo e o banho pelo menos uma vez por semana, é o recomendado.

Gostou? Na Animale Petshop você encontra o filhote de Gato Persa perfeito para você!

O gato persa é caracterizado por um comportamento e personalidade que o distingue de outras raças de gatos.

Características

Os persas são gatos muito procurados por pessoas que vivem em espaços pequenos, como apartamentos, pois seus miados são baixos e pouco comuns, além do fato desses animais apresentarem um forte apego ao seu dono. Os gatos persas são meigos e carinhosos.

Esse animal se caracteriza pela pelagem comprida e sedosa, com uma cabeça grande e redonda, orelhas pequenas e arredondadas com tufos de pelo no interior, olhos grandes e redondos de coloração vívida e patas curtas, porém musculosas. O padrão comum da raça apresenta focinhos achatados, porém alguns animais possuem focinhos um pouco mais alongados.

Gato Persa branco

A manutenção de sua pelagem é um muito trabalhosa, sobretudo devido a formação de nós ocorridos devido ao comprimento dos pelos.

O padrão de uma raça é determinado pelas associações que a representam. Assim sendo, existem pequenas variações de associação para associação. Abaixo podemos ver o padrão da FIFe (Federação Felina Internacional).

  • Tamanho: Médio a Grande – Os machos são maiores que as fêmeas, pesando de 4 a 5 kg, e as fêmeas de 3 a 4 kg.
  • Orelhas: Pequenas, arredondadas nas pontas e bem separadas.
  • Nariz: Achatado, Curto, Largo, com stop bem definido, situado entre os olhos e entre as pálpebras superiores e inferiores, nariz não arrebitado. As narinas devem ser bem abertas.
  • Corpo: De estrutura compacta, patas curtas, peito largo, ombros e dorso maciços, bem musculosos, de comprimento curto e formato quadrado.
  • Rabo: De comprimento curto, dobrado sobre o dorso fica entre a nuca (muito longo) e o meio das costas (ideal).
  • Pescoço: Curto e forte.
  • Cabeça: De formato redondo, maciça, bem equilibrada, crânio largo. Testa arredondada, bochechas cheias.
  • Pelagem: Comprida, densa, de textura fina e sedosa (sem ser lanosa).
  • Olhos: Grandes, redondos e simétricos, bem separados, dando a face uma expressão mais aberta. De cor sólida, brilhante.
  • Patas: Grandes, redondas, sendo desejável tufos de pelos entre os dedos.

É um gato bastante preguiçoso e tranquilo.

O gato persa caracteriza-se por ser extremamente tranquilo e bastante preguiçoso. Pode passar o dia dormitando no sofá ou na sua almofada, só saindo desse estado para comer, fazer as suas necessidades ou procurar o nosso afeto.

Normalmente, são bastante afetuosos e sociáveis.

Esta é uma característica que torna esta raça tão aconselhada para conviver num apartamento. O Persa é extraordinariamente sociável, sempre buscando o nosso carinho e afeto. Além disso, é o perfeito companheiro para conviver com outros gatos, cães e crianças.

São silenciosos.

Os Persas miam muito pouco e num tom bastante baixo. O som da sua voz é extremamente suave e agradável.

São curiosos e presumidos.

A sua curiosidade é um fator de perigo, pois não é raro entrarem dentro do tanque de uma máquina de lavar ou de um armário, por exemplo. Isso implica que o seu cuidador tenha de dobrar esforços na vigilância do gatinho, para que não se coloque em situações de perigo desnecessário ou danifique algo em casa.

A sua presunção, em virtude do seu belo e grande pelo, é bastante conhecida, sendo uma das características que tornam esta raça tão atraente. Adoram ser acariciados, penteados e escutar-nos dizer que são muito bonitos. Adoram que apreciemos a sua beleza.

O gato persa é um dos gatos mais apaixonante! Ficou interessado em ter um filhote? Acesse nosso site e descubra como ter um:  

FILHOTE DE GATO PERSA EM FORTALEZA

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail