Já há algum tempo que as palavras pai de pet e mãe de pet vem se popularizando, seja porque as pessoas têm mais possibilidade de mostrar seu amor pelos bichinhos nas redes sociais ou por muitas delas verem seus animais de estimação como filhos mesmo.

Independente do motivo, todos concordamos que ter um pet na sua vida torna ela bem interessante, não é mesmo? Por isso, aproveitando o clima de Dia dos Pais, trouxemos hoje uma lista com vários dos benefícios que adotar um bichinho pode trazer. Vamos conferir?

1. É bom para o coração ser pai de pet

Se você busca prevenir problemas cardiovasculares, que tal adotar um pet? Segundo um estudo da Associação Americana do Coração, o risco de morte entre pessoas com doenças cardíacas pode ser até quatro vezes menor se ela convive com um bichinho.

A pesquisa aponta como principais motivos para essa estatística:

  • O aumento na carga de atividade física, se você faz exercício com seu cachorro, por exemplo;
  • A diminuição dos níveis de estresse;
  • A redução da pressão arterial;
  • A diminuição nos níveis de colesterol e triglicérides.

2. Boa companhia para os idosos

Adotar um cachorro ou um gato é uma recomendação bem frequente de médicos para pacientes idosos. Isso acontece, pois ter um bichinho se torna um ótimo estímulo para manter atividades regulares.

Ao precisar cuidar da alimentação do seu pet, os idosos ficam mais atentos também para a sua própria. Além disso, levar seu animal de estimação para um passeio traz novas oportunidades de estar em contato com outras pessoas, evitando a sensação de solidão.

3. Prevenção de alergias em crianças

Além de pessoas idosas, os pets também são uma boa companhia para as crianças. Por muito tempo acreditou-se que cães e gatos geravam alergias nos pequenos, mas hoje os bichinhos são vistos como uma proteção contra esses males. 

Algumas pesquisas indicam que o convívio com animais pode influenciar a composição dos micro-organismos que vivem no intestino, importantes para as defesas do corpo. Outro ponto é que os pets funcionam como uma espécie de treino, fazendo o organismo se adaptar a agentes externos, como poeira e pelos.

4. Excelente para a saúde mental do pai de pet

Você que já é pai de pet deve ter percebido o quanto o seu bichinho pode trazer sensações boas de tranquilidade e bem-estar, certo? Isso acontece porque o contato das pessoas com seus animais de estimação libera endorfina, o “hormônio da felicidade”.

Por isso, foi criada a zooterapia, uma abordagem terapêutica realizada com animais. Alguns bichinhos como cães, gatos, cavalos e outros são de grande ajuda no tratamento de condições como o autismo, o Alzheimer e a paralisia cerebral.

5. Ajuda a superar o luto

O pesquisador e biólogo inglês Rupert Sheldrake realizou um estudo sobre o afeto e o consolo que os animais podem proporcionar ao ser humano. A partir disso, ele concluiu que pessoas que têm cães superam melhor a perda de um ente querido.

Esse fenômeno acontece porque os cães são muito bons em dar carinho e atenção, melhorando a autoestima dos donos e ajudando no processo de recuperação do luto.

Neste Dia dos Pais, nós queremos parabenizar a você que é pai de pet e dedica tanto amor e carinho ao seu bichinho de estimação. 

E se você ainda não entrou para essa turma, corre aqui na Animale Petshop, temos muitas fofuras à sua disposição! 

adocao

Você sabe como é realizar uma adoção consciente e os benefícios que ela traz para você e para o animal? 

A alegria que um pet de estimação pode trazer para uma casa é imensurável. Algumas pessoas mudam completamente seus hábitos, seu humor e sua relação com o mundo após terem algum bichinho para trocar carinho e atenção. 

E geralmente os animais mais adaptáveis à rotina humana são os gatos e cachorros. Por isso que é mais comum que sejam os preferidos na hora da adoção. Mas é extremamente necessário que esse processo seja de uma adoção consciente, com todos os preparatórios para o bem-estar do animal.

Adotar no momento exato, com as condições ideias para o animal, checar a saúde do bichinho estão entre os processos de uma adoção consciente. Vamos ler mais sobre isso? Fizemos esse artigo especial para você que está pensando em adotar um amiguinho.

Quando ter um animal de estimação?

Mesmo que a vontade de ter um animal de estimação seja grande, é preciso preparar o ambiente para recebê-lo. Saber como funciona sua rotina ajudará a entender se você está pronto para ter um pet como companheiro.


Isso porque independentemente da idade, os animais devem sempre ser tratado como crianças. Sendo assim, acabam exigindo um espaço no seu tempo e no seu orçamento também.

Inclua na sua “planilha de gastos” tudo que envolve o animal: alimentação, medicamentos, necessidades básicas e até brinquedos para a diversão. Também pense no seguinte “eu tenho tempo para brincar, dar atenção e afeto?”. Se a resposta for sim, você está pronto.

O que levar em consideração para fazer uma adoção consciente?

adocao

Alguns pontos devem ser considerados, como já falamos, para uma adoção consciente. Existem milhares de animais em abrigos e ONGs esperando para serem adotados depois de serem resgatados de alguma situação traumática ou abandono. Portanto é necessário que o novo tutor esteja comprometido com o bem-estar desse animal.

Geralmente os cães e gatos disponíveis para adoção são SRD, sem raça definida, e sofrem algum tipo de preconceito. Mas é importante lembrar que esses bichinhos têm tanto amor e afeto para dar como qualquer outra raça com pedigree. 

Vamos então aos pontos a serem considerados? 

01. O local da adoção

Muitas pessoas costumam adotar animais abandonados que encontram nas ruas, outras preferem procurar um local específico para fazer a adoção.  Procurar ONGs ou Centros de Controle de Zoonoses, presentes na maioria das cidades, também é uma opção válida.

Essas são alternativas seguras para adotar com mais segurança, pois as instituições mantêm o histórico e preservam a saúde do animal.

02. A saúde do animal

Geralmente as instituições que trabalham com adoção possuem médicos veterinários para certificar a saúde do animal. Porém ao escolher seu novo companheiro é importante também levar ao seu profissional de confiança, para garantir um check up geral. 

Se o animal tiver sido encontrado na rua, sempre busque saber se possui alguma doença para ser tratada com a maior eficácia o possível. O tutor deve estar disposto a investir tempo de cuidado e dinheiro para dar a esses animais um novo lar em que possam ser felizes. 

03. Adaptação à casa

É comum que muitos animais disponíveis para adoção tenham sido vítimas de maus tratos e estejam com seu comportamento natural alterado. Ao levar um bichinho para casa, é preciso dar a ele um tempo para se acostumar ao novo ambiente. 

O primeiro banho pode ser uma excelente oportunidade para ganhar a confiança do animal. Recomendamos que esse primeiro banho seja dado após 15 dias da adoção, que é quando o animal já pode estar mais confortável em seu novo lar. 

Adoção consciente exige amor! 

Todos esses pontos são importantíssimos para que o animal se sinta bem aos seus cuidados, mas aquilo que não pode faltar de forma alguma é o amor. Se você oferecer carinho e afeto ao seu companheiro, ele com certeza responderá da mesma forma.

A Animale disponibiliza vários animais para adoção. Se tiver algum dúvida de como funciona o processo, entre em contato com a gente, será um prazer atender e ajudar esses animaizinhos a conseguirem um novo lar. 

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail