Cães idosos: mudanças de comportamento

Os filhotes têm seus problemas de comportamento e os cães mais velhos tem os deles. Para os cães mais velhos, em muitos casos, não é que eles não entendem as ‘regras’, mas que eles podem, por muitas razões, não serem capaz de segui-las. Um cachorro é considerado idoso a partir de 7 anos em média.
 
 

A ansiedade da separação

 
Ansiedade de separação é um dos problemas de comportamento mais comuns em cães mais velhos. Um cachorro que tem ansiedade de separação vai ficar muito ansioso quando ele sente que o seu dono está prestes a sair. Quando o proprietário deixa o cão muitas vezes, este torna-se destrutivo, pode urinar ou defecar e podem salivar muito. Um cão com ansiedade de separação, costuma ficar muito contente quando seu proprietário retorna.
 
Cães mais velhos podem ter uma diminuição da capacidade de lidar com mudanças na rotina. Visão ou perda da audição pode torná-los mais ansiosos, no geral, mas especialmente quando eles são separados do dono. Alterações neurológicas também podem limitar a capacidade de um cachorro mais velho para ajustar-se a mudança.

Agressividade

 
Cães mais velhos podem se tornar agressivos por várias razões. Agressão pode ser o resultado de um problema médico, como algo causando dor (artrite ou doença dental), visão ou perda de audição, o que resulta no cão sendo facilmente assustado, a falta de mobilidade de modo que o cão não pode retirar -se do estímulo irritante (por exemplo, um filhote de cachorro detestável), ou doenças que têm efeitos diretos sobre o sistema nervoso, como a disfunção cognitiva (veja abaixo). Modifica o movimento, um novo membro da família, ou um novo animal de estimação pode fazer um cão mais velho mais irritável e mais propensos a ser agressivo. Em uma casa com mais de um cachorro, um cão mais velho que era o cão “dominante” no passado, pode encontrar a sua autoridade ser desafiada por cães mais jovens da família.

Fobia de ruídos

 
Alguns cães idosos tornam-se excessivamente sensível ao ruído. Poderia pensar que o contrário aconteceria uma vez que muitos cães mais velhos vai adquirir alguma perda auditiva. Disfunção cognitiva, imobilidade resultando em uma incapacidade do cão para retirar-se da fonte do ruído, e a diminuição da capacidade de um cão mais velho para gerenciar o estresse podem ser fatores que contribuem para a fobia de ruído.
  
O tratamento de fobias de ruído pode incluir medicação, a dessensibilizarão e treinamento condicional.

Agitação noturna: alterações nos padrões de sono.

• O cão pode se perder em seu próprio quintal, ou ficar preso em cantos ou atrás de móveis.
• Sonolência e estar acordado toda a noite ou uma mudança nos padrões de sono.
• Perda das habilidades de treinamento.
• Um cão anteriormente treinado pode não se lembrar e pode urinar ou defecar, onde ele normalmente não faria.
• Nível de atividade diminuído.
• Perda de atenção ou ficar olhando para o espaço.
• Não reconhecer os amigos ou familiares.

Resumo

 
Muitas das mudanças de comportamento que vemos em cães mais velhos pode ser devido a condições médicas. Se o comportamento do seu cão está mudando, já que seu cão examinado por um veterinário. Seu cão mais velho é mais facilmente estressados, por isso tentar reduzir o stress, fazendo as alterações necessárias na rotina gradual, e diminuir a exposição do seu cão a estressores. Com paciência, compreensão e tratamentos recomendados pelo seu veterinário, você pode ajudar a fazer anos mais velho do seu cão um tempo de qualidade para você e ele.

Quer saber mais sobre cachorros? Acesse:

Temperamento do husky
 

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail