Se você já teve a oportunidade de ter um coelho em seus braços ou de interagir com um, sabe que esses fofinhos são realmente encantadores. Mas você sabe o que de fato são os coelhos? 

Fazemos essa pergunta porque existem algumas “pegadinhas da natureza” em relação a esses bichinhos. Por exemplo, você sabe dizer se o coelho é de fato um roedor, como muita gente pensa? Vamos dar um tempo para pensar…

E então, já tem essa resposta? É, algumas coisas no mundo animal realmente não fazem muito sentido se compararmos com aquilo que aprendemos na escola. Podemos citar o ornitorrinco, que tem bico, põe ovos e é um mamífero, por exemplo. 

Então vamos embarcar nessa leitura para descobrir mais algumas curiosidades sobre o universo dos coelhos? 

O que são os coelhos?

Biologicamente falando, as únicas semelhanças entre coelhos e roedores são suas classificações no reino, filo e classe. Os coelhos fazem parte do reino Animalia, o filo é o dos cordados e integram a classe dos mamíferos. 

A diferença fica por parte da ordem: enquanto ratos, chinchilas e outros dentuços pertencem à ordem Rodentia, lebres e coelhos são Lagomorfos. Fisicamente outros aspectos também podem ser notados. 

Nós vemos as orelhas compridas, fofinhas e simpáticas, mas os cientistas dizem que a principal diferença física está na dentição. Os coelhos possuem quatro dentes incisivos (dois superiores e dois inferiores), já os roedores têm apenas dois. 

No entanto, nem só de diferença vivem esses dois tipos de animais. Afinal, se não houvesse semelhanças, não veríamos tanta confusão por aí. 

Semelhanças entre coelhos e roedores

São dentuços, geralmente fofinhos e muito espertos. Essas são algumas das semelhanças entre os coelhos e os roedores. A verdade é que eles possuem muitos hábitos parecidos, comportamentos e até os cuidados com eles são semelhantes. Vamos ver alguns exemplos!

Leia nosso artigo sobre os cuidados com os roedores de estimação

Coelhos têm hábitos noturnos

Assim como hamsters e chinchilas, por exemplo, os coelhinhos descansam na maior parte do dia e se mantêm ativos durante o período da noite.

Eles são bastante férteis

Os coelhos são o símbolo da fertilidade em algumas culturas. Então se não quiser ver a casa lotada de dentuços, mantenha macho e fêmea separados. A reprodução do coelho chega a ser de 3 a 6 ninhadas por ano, cada uma com entre 4 a 12 filhotes.

Os orelhudos adoram feno

Da mesma forma que alguns roedores domésticos, os coelhos também adoram usar feno para construir ninhos. Além disso, o feno de capim é essencial para desgastar os dentes e regular o trânsito intestinal deles.

Coelho não precisa de banho

Assim como os roedores, os coelhos também não precisam tomar banho.  Os coelhos são geralmente animais limpinhos que conseguem ter bastante autonomia na hora de fazer sua própria limpeza. 

E aí, gostou de conhecer mais desses animais tão fofinhos? Compartilhe esse artigo em suas redes sociais e fique ligado em nosso blog. Toda semana temos materiais novos para você por aqui. Até a próxima! 

Conheça os filhotes da Animale Petshop clicando aqui

Quer uma companhia animada e brincalhona, além de muito esperta? Então o Yorkshire Terrier é a raça ideal para você. Esse lindo e pequenino cão é muito dócil e inteligente. E por ser pequeno, combina bem com quem mora em lugares menores, como apartamentos, por exemplo.

Ter um Yorkshire é saber que mesmo com o pouco tamanho, ele servirá de cão de guarda quando notar presenças ou barulhos estranhos. Sempre sendo uns fofos, é claro. Mas apesar se serem umas gracinhas e ganharem nosso coração, eles precisam de voz firme para comandar. Caso contrário, ficam um pouco “folgados”.

Quer saber mais sobre essa raça? Continue a leitura que vamos abordar suas características físicas, história e personalidade.

De onde veio o Yorkshire? 

A raça Yorkshire Terrier é oriunda da Inglaterra e foi criada em meio a um período muito importante da história: a revolução industrial. Algumas fontes dizem que eles são resultado de uma mistura de outros terriers que acompanhavam seus donos vindos da Escócia em busca de emprego na Terra da Rainha.

Os Yorkshires foram bastante importantes por volta de 1870, pois ajudavam na contenção de pragas como ratos e insetos. Além desses, também caçavam coelhos e outros animais de pequeno porte que ajudavam na alimentação das famílias. 

Por ser pequeno, esses danadinhos conseguiam entrar nas tocas dos roedores e trazer sua presa. É ou não um caçador nato (e fofo)? 

Características físicas

Falando da aparência desses pequeninos, seu pelo pode apresentar algumas variações de cores:

  • Marrom, preta e castanho (filhotes);
  • Preto com dourado (adultos);
  • Preto e castanho;
  • Azul aço e dourado;
  • Azul aço e castanho.

Geralmente, quando a pelagem possui tons castanhos, eles tendem a ser mais escuros na raiz e clareiam gradualmente conforme chegam perto das pontas. Os pelos do Yorkshire precisam de escovação diária e banhos semanais com regularidade.

Uma característica do Yorkshire Terrier que não pode ser ignorada é o seu tamanho. Até porque essa é uma das principais marcas dessa raça. A variação é normalmente entre 18 cm e 21 cm. 

Mas não deixe essa altura lhe enganar. Pois como já falamos, eles são de uma longa linhagem de caçadores e isso nos leva ao próximo ponto! 

Personalidade e temperamento do Yorkshire Terrier

Apesar de tão pequenos, os cachorros dessa raça são capazes de proteger o que é importante para eles. São determinados, corajosos e muito desconfiados. Mas quando se apegam à família, tornam-se excelentes companheiros. Eles até adoram um colo! 

Podemos dizer que os Yorkshires se adaptaram muito bem a essa função de acompanhantes, deixando pra trás essa vida de caçadores selvagens. Sendo assim, conquistaram um espaço no coração de muita gente, virando uma das raças mais queridas no mundo.

Para adestrar um Yorkshire, você não precisa de muito, visto que são bastante inteligentes. Um dica que podemos dar é começar o treinamento enquanto ele ainda é filhote, pois é nessa fase que fica mais cheio de energia, curiosidade e disposição.

Apesar de toda essa inteligência, um problema que pode ocorrer com o Yorkshire Terrier é a “Síndrome do cão pequeno”. Nesse distúrbio comportamental, o cachorro de pequeno porte apresenta comportamentos inadequados. Faz xixi em locais que não pode, pula em lugares proibidos, ou força a coleira na hora do passeio, por exemplo.

Para evitar que isso aconteça, é importante demonstrar, no adestramento, quem realmente manda na casa. Assim será imposto o respeito do cachorrinho por você. 

Cuidados gerais com o Yorkshire Terrier

Fique sempre atento aos cuidados essenciais com os cães dessa raça, pois são muito delicados e sensíveis. Por isso vamos fazer um checklist para você acompanhar caso deseje ter um desses como seu companheiro.

  • Escovar os dentes diariamente para evitar gengivite;
  • Providenciar alimentação balanceada, pois possuem estômago sensível;
  • Escolher corretamente os alimentos para manter o brilho dos pêlos;
  • Não deixar que durmam fora de casa, no quintal, por exemplo;
  • Apare as unhas pelo menos duas vezes ao mês;
  • Manter o Yorkshire em temperatura ambiente, pois não toleram muito frio e nem muito calor;
  • Precisa de uma rotina de exercícios e passeios, além de contato com outras pessoas e animais.

Algumas coisas que você também precisa saber é que por ser muito leal ao dono, o Yorkshire Terrier pode latir muito se desconfiar que algo é “perigoso” ou desconhecido. Mas fique tranquilo, isso é apenas uma demonstração de afeto. 

Se tiver alguma dúvida, não deixe de procurar a gente. Aqui, na Animale, estamos disponíveis para você. 

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail