Você está cogitando a possibilidade de ter um Spitz alemão? Então, confira esse artigo que preparamos com informações sobre a raça — características, cuidados, curiosidades e muito mais. Tudo o que você precisa saber antes de fazer esse investimento.  Continue com a leitura. 

Spitz Alemão: sobre a raça

A Spitz alemão que também é conhecida como Deutscher Spitz, é uma raça proveniente da Alemanha e possui vários tipos de tamanhos sendo eles: o anão, pequeno, médio ou grande. Mas todos eles têm algo em comum, foram criados para serem cães de companhia. 

Além de serem companheiros, são bastante populares pela ótima personalidade, uma vez que são carinhosos, brincalhões e não gostam de ficar sozinhos. Então, se você realmente procura por uma companhia constante, eles são ideais. A finalidade desses cães é para aqueles tutores que desejam ter apenas um cão, sem a presença de outros. 

Contudo, cada cachorro possui um tipo de característica, alguns podem ser mais brincalhões e ativos que outros, mas geralmente, amam estar com pessoas e, até apresentam um certo nível de ciúmes. Também é importante ressaltar que eles são próprios para quem tem uma estrutura de lar menor, como um apartamento ou uma kitnet.

Spitz Alemão e Lulu da Pomerânia: Qual a diferença?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o Spitz Alemão e o Lulu da Pomerânia e, agora, vamos esclarecer isso. A verdade é que todos os nomes são alternações da mesma raça. Mas de maneira geral, essas diferenças são representações do tamanho de cada pet.

Desta forma, o Lulu da Pomerânia é considerado um Spitz anão – o menor da categoria. Sendo assim, existem mais 3 tipos de tamanho da mesma linhagem, chamados de Grosspitz, Mittelspitz e Kleinspitz.

Mas qual é o padrão oficial da raça?

De acordo com as organizações da Confederação Brasileira de Cinofilia, para identificar um padrão oficial, até mesmo para você saber a linhagem e pureza da raça, existem alguns critérios a serem considerados. Com eles, há a possibilidade de você identificar a árvore genealógica e o padrão de aparência. Confira alguns desses fatores:

1 – Lulu da Pomerânia costuma ser menor que as outras raças, por tanto, sua cabeça é média, mais larga na parte de cima.

2 –  Focinho não muito longo, todavia na cor preta. Além disso, são um pouco mais redondos, tanto no corpo, quanto nas bochechas;

3 – Olhos com características médias e com as pálpebras pretas;

4 – As orelhas são próximas uma da outra, triangulares e sobretudo, pontudas;

5 –  Patas pequenas, robustas e os seus rabos são médios, projetados para cima.

Qual é o temperamento desse tipo de cachorro?

Nos primeiros meses essa raça costuma ser bem tranquila, muito diferente de outros filhotes de cachorros que não param de chorar, porque ainda não se adaptaram ao ambiente. Essa é uma das principais vantagens de ter uma Lulu da pomerania.

Fora isso, esses pets tem muita tendência a serem mais amigáveis, alegres e perto de estranhos são desconfiados. Assim como qualquer cão de guarda, eles são super protetores de seus donos. Mas, é um comportamento natural e que pode ser mudado, se você conseguir desde cedo, fazer com que a socialização do animal aconteça. 

Quais cuidados com Sitz Alemão devemos ter?

Alimentação: Um dos principais cuidados com o Spitz alemão, é sem dúvidas a sua alimentação. Esse é um dos fatores pelo qual garante que a saúde do animal esteja em dia. A ração é o alimento mais indicado, uma vez que contém os nutrientes e vitaminas necessárias. E o que você não deve dar para alimentá-lo são: petiscos e comida caseira.  

Seja firme: Os Lulus que não identificam consistência no ensino de seus tutores, tendem a desenvolver a Síndrome do Cachorro Pequeno, onde ele vai pensar que é líder da matilha e tocar o terror dentro de casa. 

Além de não ser saudável para o próprio cachorro e para os tutores, isso acaba gerando algumas características comportamentais mais sérias e inadequadas. No entanto, a melhor maneira de evitar que isso ocorra, é sem dúvidas a persistência dos donos, em manter consistência nos treinamentos. 

Matrícule os Spitz em uma aula de treinamento: É importante que o cachorro seja acostumado a treinar desde cedo, e colocá-lo numa aula de treinamento no “Jardim de infância” é uma ótima seleção, para que ele desenvolva habilidades de socialização e se torne um pet mais maduro e estável.

Treinamento para cães adultos: Se o cão não é mais um filhote e já tem uma certa maturidade para desenvolver habilidades adultas, não é preciso considerar o “Jardim de Infância”, mas sim, um treinamento para cães adultos, que vão aprender comandos como, por exemplo: senta e fica.

Exponha seu Spitz ou Lulu a outros ambientes: O treinamento é ótimo, mas também é importante que os tutores exponham seu filhote em diferentes cenários, para ter contato com outras pessoas, sons e vistas. Dessa forma, ele aprenderá a agir melhor em diferentes situações, e você não terá riscos de presenciar maus comportamentos.

Fazendo as necessidades no lugar certo: O processo de aprendizado de um cão pode durar meses, por esse motivo, é recomendável que ele comece a receber os treinamentos desde cedo. Então, inicie ensinando-o a fazer suas necessidades no lugar correto, dentro e fora de casa. Mas, deixe que ele escolha o lugar preferido, e lembre-se, mantenha a consistência. 

Pelagem volumosa 

Os Spitz também são conhecidos por seus pelos volumosos. Confira algumas dicas de cuidados: 

Escova para spitz alemão: esses cachorros possuem uma pelagem dupla que deve ser escovada com frequência e cada um pode necessitar de uma escova diferente e mais específica para esses cuidados. Neste caso, você pode avaliar opções como: escova de cerdas de borracha ou de plástico para os Lulus que tem pelo curto. 

Para os cachorros que tem pelo médio, o recomendado é a rasqueadeira, pois, são ideais para tirarem os pelos mortos e acumulados. E por último e não menos importante, são os cães com pelos longos, esses devemos ter um pouco mais de cuidado e as escovas indicadas são aquelas com cerdas de metal e sem bolinha na ponta. 

Curiosidade sobre o Spitz Alemão ou Lulu da Pomerânia

Uma das curiosidades mais interessantes dos spitz ou Lulus, é a inteligência e o modo de expressão. Eles conseguem se comunicar com muita facilidade e apresentam uma linguagem corporal muito evidente. 

Se receberem um treinamento adequado e sólido, podem aprender muito rápido. São obedientes a comandos, por isso, é uma raça muito boa para se candidatar ao adestramento, que deve ser realizado quando ainda são filhotes. 

Quanto custa um Lulu da Pomerânia?

Mas não desanime, como eu disse, os preços podem variar e depende muito do canil e do criador. Pesquise, converse com tutores que há probabilidade de encontrar mais em conta. 

Conclusão

Como você viu neste texto, cuidar de um Lulu pomerania não é tão complexo como muitos imaginavam. Mas, assim como qualquer outro cão, é indicado levá-lo ao veterinário com frequência. E se você seguir essas dicas do artigo, não enfrentará problemas. Esperamos ter ajudado. 🙂

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail