shar pei

Se você já viu um Shar-pei, já deve ter pensado que ele é um cachorro mais low profile, esse pensamento é comum por conta de sua fisionomia. Mas ao contrário do que muitos pensam, essa raça é super alegre, apesar de reservada e quieta. 

Para quem busca um cãozinho com personalidade muito independente e silencioso, o Shar-pei é a opção perfeita. E nem precisamos falar que eles são a coisa mais fofa com todas aquelas dobrinhas, né? 

Além disso, o Shar-pei é considerado uma raça muito rara por conta de toda sua história. Possuir um shar-pei é uma alegria para poucos tutores no mundo e deve ser valorizada, pois esses amigões de língua azul são incríveis. 

Quer saber mais sobre eles? Continue a leitura e veja a história, características físicas e temperamento desta raça! 

A história da raça

O shar-pei é uma das raças mais antigas do mundo. Acredita-se que seu surgimento foi na China, na dinastia Han (entre 206 a.C. e 220 d.C.) e essa descoberta é fundamentada na descoberta de estátuas próximo a Hong Kong que são documentadas desse período histórico e muito parecidas com os shar-pei da época. 

Uma curiosidade é a suposta relação dessa raça com o Chow Chow, que dizem ser seus ancestrais. E assim como esses “parentes”, o shar-pei também era utilizado em diversas atividades, como cão de tração, cão de guarda e até rinhas de brigas de cachorros. 

Não se sabe ao certo como a raça evoluiu até a forma que está hoje. Mas é fato que ela quase foi extinta, pois durante o governo de Mao Tsé-Tung a criação desses cães foi considerada uma prática burguesa, logo os animais foram eliminados pelo Estado. 

Para preservar a raça, alguns tutores refugiaram-se em cidades ainda consideradas capitalistas na China, como Hong Kong. Só em 1966 se ouviu falar do shar-pei no ocidente, quando alguns foram importados em lote para os EUA. 

| Conheça outra raça oriental: Akita Uno

Em 1973, um criador da raça refugiado nos EUA criou uma campanha chamada “Salve os Shar-Pei”. Na época, o chinês tinha medo de que a revolução comunista ficasse ainda maior na China e que a raça, por conta disso, entrasse em extinção. 

Alguns exemplares do cachorro foram importadas pelos EUA, mas devido a sua raridade apenas 6 foram conseguidos pelos norte-americanos. Felizmente hoje a raça encontra-se longe de estar em extinção, mas ainda é considerada bastante rara, inclusive a mais rara do mundo segundo o Guiness Book. 

Características físicas do Shar-pei

shar pei em um parque grama

Dobras, dobras e mais dobras. O corpo do shar-pei é repleto dessas dobrinhas, o que torna a tarefa de reconhecê-lo muito fácil. A pele é de longe sua principal característica física, pois não somente no corpo, até o seu rosto é cheio de dobras. 

Outra característica sua são as narinas bem abertas, os lábios grossos e o focinho comprido. Além disso, sua língua, céu da boca e gengiva, assim como o Chow Chow, possui tons azulados, o que é muito raro entre os cachorros. 

Sobre sua coloração, em geral são cores sólidas, mas alguns shar-pei podem apresentar coloração mais clara na cauda e na parte posterior da coxa. O seu pelo é bastante duro, curto e eriçado, sem subpelo.

sua condição física é boa, e ele não se incomoda muito em ter uma grande espaço para correr, já que é uma raça mais quieta. Mas é importante dar passeios diários com ele, para evitar que o cão sofra com obesidade. 

Um cachorro tranquilo para você

shar pei deitado

Calmo, tranquilo e independente, essas características definem bem o temperamento do shar-pei. Mas se você não insistir no adestramento, ele pode ser bem teimoso. Por ser muito inteligente, essas raça tende a fazer as coisas do seu próprio jeito. 

Apesar da teimosia, você não terá problemas com ele se estabelecer uma relação de confiança e cuidado. O shar-pei pode se tornar um protetor da família por conta das suas características de cão de guarda. 

Geralmente é uma ótima raça para criar em apartamentos, pois não costuma latir muito e se dá bem com crianças um pouco mais velhas. Com bebês é melhor evitar as brincadeiras, já que seu porte é um pouco grande e ele pode não saber bem dosar a força. 

Já a relação com estranhos não é muito amigável. Se alguém desconhecido aparecer, é melhor que o tutor evite o contato, pois eles podem ser bastante agressivos. Se esse alguém apresentar ser uma ameaça então… é melhor nem pensar no que pode acontecer.

Mas o fato é que se bem socializado, o shar-pei é um cachorro bem doce e gentil, que gosta da companhia de quem ele ama. Ideal para quem quer um parceiro leal que não é tão grudento assim.

Gostou do artigo? Compartilhe em suas redes sociais e fique atento aos nossos posts novos no blog!

Vindo provavelmente das aldeias que rodeiam o mar da China Meridional, o Shar Pei é uma raça inteligente, leal e alerta. Tinha originalmente uma aparência bem diferente do Shar Pei moderno.

Antes de comprar seu filhote de Shar Pei conheça um pouco mais da raça:

QUEM É O SHAR PEI?

  • Aprender rapidamente os hábitos de higiene
  • Gostar de ficar deitado ao lado dos donos, na maior tranqüilidade.
  • Nada de grandes agitos e correrias.
  • Dar-se bem com pessoas estranhas
  • Nem sempre gostar de outros cães, herança das raças de luta
  • Viver bem em lugares grandes ou pequenos
  • Ser caseiro, de fácil adaptação
  • Não precisar de mais de 15 minutos de passeio por dia
  • Latir pouquíssimo
  • Gostar de crianças, ainda que canse logo e não agüente horas de folia
  • Chamar atenção onde quer que esteja
  • Conquistar corações com um jeito especialmente envolvente e cativante.

História da Raça Shar Pei

Não é possível afirmar com certeza quais foram os ancestrais do Shar Pei. Acredita-se, no entanto, que a raça tenha vindo do Chow Chow, embora a única relação clara entre elas seja a coloração preto-azulada da língua, típica em ambas as raças. Evidências históricas, entre elas algumas peças de artesanato que retratam um cão cuja descrição coincide com a aparência de um cão da raça Shar Pei, indicam que é de fato uma raça muito antiga. Pesquisas genéticas recentes apontam ainda que o Shar Pei é uma das poucas raças antigas de cachorro que acredita-se ter se separado de seus ancestrais mais cedo do que outras.

A raça Shar Pei foi criada originalmente para desempenhar a função de guarda nos palácios chineses. Durante muito tempo, foi criado como um cão de trabalho, tornando-se apto a realizar diversas tarefas nas fazendas chinesas. Participava ativamente de atividades de caça, pastoreio e guarda de propriedade. Mais tarde, devido suas características físicas e psíquicas, foram lamentavelmente usados como cães de combate.

Temperamento da Raça Shar Pei

O Shar Pei é um cachorro extremamente leal, alerta, fiel, devotado à família, protetor e independente. Costuma ser um cão reservado, de temperamento independente, no entanto, é notavelmente dedicado, afetuoso e próximo à família.

Esta é uma raça indicada para donos experientes, que saibam educar e disciplinar o filhote desde cedo. Os filhotes da raça Shar Pei necessitam de uma socialização precoce com outros animais, crianças e pessoas estranhas ao círculo familiar. Mesmo os cães bem socializados e corretamente disciplinados, mantém suas características de cão de guarda depois de adultos.

Apesar de apresentar um comportamento muito vigilante, o Shar Pei é considerado um cão silencioso, late somente se necessário, ou para dar o alarme em situação de perigo, ou durante as brincadeiras com a família. Apesar de inteligente, o cão da raça Shar Pei pode mostrar-se teimoso durante o adestramento de obediência, em grande parte por seu temperamento independente e protetor.

Característica

Família: cão de gado, cão da montanha, Norte (companhia)
Área de origem: China
Função Original: cão de luta, pastoreio, caça, cão de guarda
Tamanho médio do macho: Alt: 45-50 cm, Peso: 20-28 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 45-50 cm, Peso: 20-28 kg

Compre seu filhote de Shar Pei na Animale Petshop – Venda de filhote de Shar Pei em Fortaleza

ilustrativa-newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail